sábado, 15 de agosto de 2009

i don't want to fall into your gravity


Diz-me o que me fizeste
Diz-me porque nao me consigo concentrar em nada
Diz-me o que faço agora
Diz-me porque nao me sais da cabeça

Porque volto a sonhar agora?
Porque imagino que consigo ser feliz de novo?
Porquê tudo isso e só me apetece chorar?
Porque o meu coração se sente pleno e feliz
e ao mesmo tempo baralhado e em desespero?

O que faço agora, diz-me?

Porque é tão doce e desejavel
e ao mesmo tempo assustador e doloroso?
Porque me impele tanto para a frente
e ao mesmo tempo me diz para fugir?

1 comentário:

Octávio Gordo disse...

Sinto-me tanto assim, nestes dias... força e nada de desânimo...